Há vários anos o Grupo Tecnimex executa com muita propriedade a medição de fornos e secadores rotativos, ou equipamentos similares, sendo o grande diferencial o alto nível de precisão e confiabilidade nas medições. Dentre outras coisas, são medidas as pistas dos rolos de suporte e anéis de rolamento, para garantir sua forma (cilindricidade), posicionamento lateral e ângulo de inclinação, o sistema de acionamento, incluindo a coroa e sua centralização em relação a linha de centro do forno e muitas vezes ainda, é necessário medir o corpo do forno (virola) para verificar sua forma (cilindricidade), inclinação e a centralização ao longo do seu comprimento.

image
image

Além da medição, em muitos casos também é feito o acompanhamento do ajuste dos rolos de apoio ou do sistema de acionamento em tempo real, garantindo que a intervenção seja concluída com sucesso.

image

Mas quando falamos em medição dos fornos rotativos e equipamentos similares, o grande dilema é a necessidade de parar o equipamento e de esperar que ele esfrie para que a medição seja executada. Além da grande perda de tempo e da dificuldade de encontrar janelas no planejamento de produção para esse levantamento, com o forno frio e sem carga, possivelmente os desvios apresentados serão ligeiramente diferentes dos desvios em regime de trabalho, ou seja, aquecidos e com carga.

Após avaliar as possíveis metodologias de medição de fornos rotativos em operação e após a execução de alguns testes de campo, quando comparados o tempo de medição, a precisão alcançada e a segurança para o operador, verificou-se que a melhor metodologia encontrada é através da utilização do Laser Scanner.

image
image

As grandes vantagens da utilização dessa técnica, podem ser resumidas em:

– Segurança, uma vez que é mínima a exposição do operador ao calor e aos componentes móveis do forno, além disso. Além disso, por ser uma medição sem alvo/prisma, não há necessidade de montar andaimes ou equipamentos elevatórios para que o operador leve o prisma até o objeto a ser medido ou mesmo toque nele;

– Velocidade, pois por serem equipamentos capazes de capturar milhares de pontos por segundo, o tempo de medição é mínimo e a amostragem de dados para posterior análise é bem grande, permitindo que todas as análises sejam feitas fora do local do forno;

– Precisão, pois por estar mais distante da área de influência de vibração que outras metodologias como o Laser Tracker, a influência da vibração no resultado da medição é mínima. Além disso, a alta precisão dos scanners atuais e grande amostragem de dados capturados permitem que os elementos medidos sejam calculados com a máxima confiabilidade;

Lembrando apenas que seja qual for a metodologia de medição, para a execução das medições, os objetos a serem medidos devem estar livres de carenagens ou obstruções visuais, além disso, para medição de fornos parados/frios ou para acompanhamento de posicionamento de componentes em tempo real, a melhor metodologia é o Laser Tracker.